Archive for the 'Uruguai' Category

¿Dónde ir cerca?

Lugares-09-2009
Buenos Aires virou um dos destinos mais comuns dos brasileiros no exterior. Isso não causa surpresa, porque, além da proximidade, da grande oferta de vôos e do baixo custo da viagem, BsAs é uma delícia! ADORO a cidade e ainda quero voltar muitas e muitas vezes…

Mas o fato é que, depois de algumas visitas, muita gente começa a sentir falta de algo “diferente” para incrementar a viagem. Para essas pessoas, a última edição da revista Lugares (setembro/2009), a principal publicação argentina de viagens, é perfeita: idéias de escapadas de fim de semana próximas a Buenos Aires (ou nem tanto…). Algumas mais conhecidas, outras, verdadeiras surpresas!

Busquei na internet, mas não encontrei site oficial da revista Lugares. Aliás, tem este aqui, mas está fora do ar ultimamente (só está acessível a parte de assinaturas). Por isso, vou tomar a liberdade de fazer um resumo das indicações da revista aqui.

Um alerta: todas as informações foram retiradas da revista, afinal, tirando Colonia del Sacramento, eu – infelizmente – não vi nada ao vivo. Ainda. Os meus acréscimos estão em itálico.

Sofitel La Reserva. Fonte: www.sofitellareserva.com.ar

Sofitel Reserva Cardales

Algumas das sugestões são apenas resorts ou pousadas onde tirar uns dias para descansar. Nessa categoria, como opção de luxo, a revista indica o Sofitel Reserva Cardales, hotel da rede Accord, que funciona em associação com o Coutry Club La Reserva Cardales. O hotel tem um SPA, cuja principal atração é um circuito de águas, e três restaurantes.   

Já se o objetivo é o turismo rural, a primeira opção é a estância La Eloisa. Essa fazenda, localizada em General las Heras, há cerca de 100km de BsAs, foi pensada para os praticantes de pólo e golf. Não é muito o gosto brasileiro, mas o lugar também oferece quadras de tênis e paddle, piscinas e muita tranquilidade. Há também a opção de fazer um “dia de campo” sem pernoite. 

La Pasionaria. Fonte: www.posadalapasionaria.com.ar

Posada La Pasionaria

Outra idéia é a pousada La Pasionaria. A proprietária aluga sua casa de campo, normalmente durante os fins de semana, incluindo no preço as refeições e o serviço de apoio dos caseiros que moram ao lado. A principal atração do lugar são os passeios de bicicleta pelos arredores.  

Colonia del Sacramento, Uruguai

Colonia del Sacramento, Uruguai

Colonia del Sacramento, no Uruguai, talvez seja a mais conhecida das opções listadas pela revista, mas eu não duvido que sempre haja ali um motivo para voltar… É um bate-volta ótimo para fazer a partir de BsAs, já que a viagem desde a capital portenha pode ser feita em apenas uma hora saindo de Puerto Madero. Duas empresas fazem o trajeto: Buquebus e Colonia Express

Além de sugerir passeios sem rumo dentro das muralhas da cidade antiga e à margem do Rio da Prata, a revista dá dicas para quem pretende passar mais de algumas horas em Colonia:- Museu do Azulejo e Museu Municipal. O bilhete comprado nesse último dá direito a visitar todos os museus da cidade e custa apenas 2,5 dólares;

– Balneário Santa Ana: localizado a 22 km de Colonia, é um passeio para aproveitar o Rio da Prata;

– Compras na Manos del Uruguay, loja de artesanato; Oveja Negra, peças de lã; Galeria Barcelona, Pasaje Real e La Tasca de San Miguel, antiquários e galerias de arte.  

É muito comum em Colonia o aluguel de scooters para percorrer a cidade. A empresa indicada pela revista Lugares é a Thrifty. Pesquisando, achei essa outra agência (mas não testada!): Motorent.

– Restaurantes: 1717 Fine Arts, um bar temático, com galeria de fotos, objetos de design e jazz; a casa de chá Lentas Maravillas;  Gibellini, de massas artesanais; El Drugstore, serve pescados e frutos do mar, além de pratos vegetarianos; La Galette, uma creperia, como diz o nome; La Florida, de pescados e massas. 

– Hospedagem: Hotel Beltran; Posada de la Flor; Posada Don Antonio; Posada del Virrey; La Misión; Plaza Mayor; Sheraton Colonia Golf & Spa Resort. Vou acrescentar aqui uma dica da Carla Portilho: Hotel Radisson. 

Para quem está planejando visitar a cidade, acrescento outros sites interessantes: http://www.coloniaturismo.com/index.php e http://www.viajaracolonia.com.ar/.

Perto de Colonia, a revista indica duas opções de hospedagem que, por si só, valem a viagem. São casas de fazenda, perfeitas para ver o tempo passar: a Casa de Los Limoneros, e La Vigna. Ambas são para aqueles que gostam de turismo rural e de gastronomia. Para outras dicas no mesmo estilo, ver o site de turismo rural de Colonia: http://www.coloniaturismorural.com/. 

Areco. Fonte:www.flickr.com/photos/avatares9

San Antonio de Areco

Um outro passeio que todos os guias de viagem indicam perto de Buenos Aires é San Antonio de Areco. A 111 km de BsAs, a cidade é um típico “pueblo gaucho”, ou seja, uma opção para conhecer um pouco do modo de vida dos pampas. Para isso, a revista Lugares indica uma visita ao Parque Criollo e ao Museu Gauchesco Ricardo Güiraldes e, no centro, ao armazém Los Principios. O Museo Draghi expõe peças de ferro e prata, trabalhos típicos da região, também encontradas no atelier de Diego Solis, na loja de Gustavo Stagnaro e na Galeria de Arte Rioplatense. A revista propõe ainda uma visita ao Museo Molina Campos

– Restaurantes: Boliche Berssonart, bar informal, uma espécie de boteco argentino; La Pulpería de Areco, também um bar; La Casona de Areco, serve queijos, frios e embutidos artesanais, produzidos na casa e à venda no local; La Cervecería; Almacén de Ramos Generales, cozinha argentina típica; El Café de las Artes, serve desde crepes até massas e carnes; La Olla de Cobre, chocolateria. 

– Hospedagem: La Posada de la Plaza; La Demorada; Antigua Casona; Hostel Gaucho

Outra cidadezinha charmosa a mais ou menos 100km de BsAs é General las Heras. As principais atrações turísticas da cidade são os murais de Antonio Berni, pintor argentino, que se encontram na capela do Instituto San Luiz Gonzaga; a catedral, Templo Parroquial de San Cipriano, e os museus Los Tres de Carlis e Esteban Semino, dedicados à pintura argentina e a antiguidades. A revista indica os restaurantes Matute e Segundo Acto. 

Há ainda algumas opções para quem está disposto a se afastar mais de BsAs. Ficando pelo menos duas noites, vale a pena.
Loja La Favorita - Paseo del Siglo

Prédio no Paseo del Siglo

Para quem busca um passeio mais urbano, uma ida a Rosario, a 300 km de BsAs, pode ser interessante. A cidade cresceu muito nos últimos 10 anos, mas também passou a valorizar suas construções históricas, hoje, restauradas. 

A revista Lugares sugere uma tarde de compras pelo Paseo del Siglo, a parte da rua Córdoba que fica entre as ruas Corrientes e Oroño, e pelo bairro de Pichincha, onde se concentram antiquários (especialmente na rua Güemes, do número 2400 ao 2800, e suas transversais) e visitas ao MACRO, museu de arte contemporânea, anexo ao Museo Municipal de Bellas Artes e ao Monumento a la Bandera. Aos que gostam de design, Rosario oferece a Feria Cool Diseño, aos domingos. Outra dica é o Centro Cultural La Casa del Tango.   

Para belas vistas do Rio Paraná, Lugares sugere o Paseo del Caminante. Querendo aproveitar ainda mais o rio, é possível praticar esportes aquáticos no balneário La Florida e também fazer um passeio de barco partindo da Estación Fluvial com as agências Barco Ciudad de Rosario, a Del Paraná – Eco Turismo ou a Rosario 
Rosario-Hotel Esplendor

Hotel Esplendor Savoy

Sail (barco a vela). Há passeios inclusive à noite, nas luas cheias, com a… Paseos con Luna Llena.   

– Restaurantes: no Centro Cultural la Casa del Tango estão El Percal, que serve parrilla (churrasco argentino), e onde as garçonetes são também bailarinas de tango, e o bar El Cholo; Escauriza, também serve parrilla; La Chernia, el Chucho e la Cholga, de pescados (difícil é pronunciar esse nome…); Sr. Ming, japonês; Zazpirak Bat, cozinha basca; Pobla del Mercat, inspirado na cozinha molecular de Ferran Adrià; O’Connell’s, pub irlandês.  Às margens do Rio Paraná, estão ainda o Flora, “para ver e ser visto”, e Los Jardines de Hildegarda, ideal para ver o por do sol. 

– Hospedagem: Esplendor Savoy Rosario e o Rosario Suites  

O deslocamento até Rosario é feito de ônibus ou de avião (voam para lá a GOL, as Aerolíneas Argentinas , a Lan e a Sol). De ônibus, a partir de BsAs, uma das empresas que faz essa rota é a Crucero del Norte.

Fonte: http://www.flickr.com/photos/fernandorey/

Tandil

Tandil,  na região serrana de Tandili, a 360 km de BsAs, é um pólo de eco turismo e esportes de aventura, como mountain bike e rappel. Essa é a principal atividade turística do lugar, e a revista indica a agência Cuevas & Aventura e o guia Guillermo Gutierrez para a organização desses passeios. Nas horas de folga, indica também uma visita ao Museo Relioso, anexo à Parroquia Santísimo Sacramento e compras no shopping La Esquina. 

– Hospedagem: Amaiké Hotel Golf & Spa; Hosteria Ave María; Chacra Bliss; Viñas del Rosario; Brisas Serranas; Las Acacias.

– Restaurantes: Sukalde, serve pescados e frutos do mar; UNI, de massas; La Cuadra, comida simples, com sabor caseiro; El Hornero, com chef peruano; La Realidad, ambiente jovem e informal. No La Esquina, funcionam os restaurantes Sushi Fusion e Q’Tupé.

Alguns sites sobre a cidade: http://www.cybertandil.com.ar e http://www.tandil.gov.br/.

Azul, como Tandil, está localizada na região serrana e também é local de prática do eco turismo e esportes de aventura. Para fazer rappel, a revista indica seguir até o retiro La Boca de la Sierra. Para esse tipo de passeio, a revista indica a agência Sans Petrello Turismo e o guia Pedro Stancanelli.  

Mas, entre um rappel e um trekking, a revista sugere passeios ao centro histórico, à Plaza San Martin à Catedral neogótica, ao Parque Sarmiento e ao Lago Güemes.  

Uma curiosidade: em 2007, Azul foi declarada “Ciudad Cervantina de la Argentina” pelo Centro Unesco Castilla La Mancha, título que se deve a uma coleção particular doada ao municipio, que conta com 350 edições de Don Quixote e outras peças relativas à obra, em exposição a partir de 2010. 

– Hospedagem:  Gran Hotel Azul; Las Tahonas; Chacras de Azcona; Loma Pampa; Hotel los Alamos; Parador Roma Santa

– Restaurantes: La Fonda, Pota Azul, Punto Argentino, Abuela Dime, Fiorentino’s.

Mais detalhes em http://es.wikipedia.org/wiki/Azul_(Argentina), http://www.turismoenazul.com.ar  e http://www.azulesturismo.com.ar.

 Se alguém já testou algum desses destinos, conte-me o que achou!

Anúncios

Blogs de Viagem