Planejando os passeios em Cuzco

Em Cuzco, a maioria dos turistas faz dois passeios: o City Tour e o Vale Sagrado dos Incas. Manda a boa organização de viagem que se faça primeiro o City Tour e depois o Vale Sagrado, porque a beleza das paisagens e construções é crescente nessa ordem. Depois disso, o turista está pronto para visitar o destino principal de sua viagem: Machu Picchu!

O Boleto Turístico

Para fazer o City Tour e o Vale Sagrado, é preciso comprar o Boleto Turístico.

Existem três opções de Boleto: o Cirtuito 1 compreende os passeios normalmente incluídos no City Tour; o Circuito 2, os museus de Cuzco; e o Circuito 3, os sítios arqueológicos do Vale Sagrado dos Incas. Mas o preço de cada circuito separado é 70,00 soles (23,33 dólares), e, comprando os três juntos, sai por 130,00 soles (43,33 dólares).

Esse bilhete pode ser adquirido na entrada das atrações, mas não sei se existe bilheteria em todas, então, o ideal é sair para os passeios com ele na mão. Em Cuzco, os escritórios da Cosituc, que vende o Boleto, estão nestes endereços: Jr. Yuracpunku, n° 79-A ou
Av. Sol, 103, Of. 102, Galerias Turisticas, Telefax: 051-84-261465.

O City Tour

Não é exatamente o que parece. No City Tour, não se visita muitos pontos turísticos na área urbana de Cuzco. As principais atrações são as ruínas incas localizadas nos arredores da cidade: Sacsayhuamán (segundo o guia, lê-se mais ou menos como “sexywomán”…), Qenqo, Puca Pucara e Tambomachay. Além disso, visita-se o Qoricancha, um convento construído sobre ruínas incas, cuja entrada não está incluída no Boleto (ele inclui a entrada ao Museu do Qoricancha, não às ruínas propriamente ditas).

Alguns passeios incluem uma parada na Catedral, o que é até pior, já que ela está na Plaza de Armas e pode ser visitada com facilidade outra hora, e a inclusão dela no passeio rouba tempo de outros lugares. E o fator “tempo” é uma coisa preciosa no City Tour…

Esse passeio dura meio dia (uma tarde) e custa entre 15,00 e 25,00 soles (5,00 a 8,33 dólares)

O Vale Sagrado

Inclui os sítios arqueológicos de Pisac, Ollantaytambo e Chinchero, localizados na região conhecida como Vale Sagrado dos Incas. Eram construções destinadas às mais diversas finalidades, como fortificações, escolas, moradias, áreas de cultivo etc.

Se feito nos ônibus das agências de turismo, o passeio dura um dia inteiro e custa 35,00 soles (12,00 dólares), sem o almoço (para ter uma idéia do preço do almoço, o nosso, em um buffet andino, saiu por 9,00 dólares sem as bebidas).

A nossa idéia…

Quando estávamos organizando a viagem, lemos uma discussão da Carla, da Camila e do Arthur sobre o horário ideal para fazer o City Tour em Cuzco. Segundo eles, o passeio tinha de começar de manhã. Se não fosse assim, as últimas paradas seriam feitas quase à noite, sem luz suficiente pra ver direito os lugares. Então, já fomos para Cuzco com essa idéia de que o passeio tinha de começar mais cedo.

Só que, visitando algumas das inúmeras agências de viagem perto da Plaza de Armas, percebemos que o City Tour é oferecido invariavelmente no horário da tarde, a partir das 14:00h. É claro que aquela infinidade de agências não freta, cada uma, o seu próprio ônibus. Elas vão vendendo lugares até lotar um, dois, três ônibus… Então, tudo é massificado, não adianta pedir pra fazer o passeio pela manhã.

A solução é fazer de forma independente, e isso se consegue… contratando um táxi! Bom, o fato é que, o City Tour, não conseguimos fazer de táxi, fomos no ônibus mesmo, e, pior, depois de já ter visitado o Vale Sagrado, contrariando as recomendações de todos sobre a ordem dos passeios! Mas foi tudo ótimo e adoramos cada um dos lugares.

Mais detalhes nos próximos posts!

Anúncios

92 Responses to “Planejando os passeios em Cuzco”


  1. 1 samuckinha restart 23/05/2011 às 19:54

    Cuzco deve ser um pouco chato,mas vou até lá.
    OH,OH,OH,OH,OH,OH,OH,OH,OH,OH,OH,OH,OH,OH,OH,OH,OH!!!!!!!!!!!!!!

  2. 2 Simone 20/03/2012 às 17:10

    Não entendi muito bem… primeiro você escreveu sobre o boleto turístico e seus valores, e em seguida descreveu o city-tour e o vale sagrado, citando valores bem menores. Estes valores menores seriam para fazer por conta? (de taxi) Ou com agencias de turismo?
    Qual é a melhor opção na sua opinião: a segurança do boleto turístico ou o melhor preço “buscando por fora”? (se for muita dor de cabeça para pouca diferença de preço nem compensa)
    Agradeço se me esclarecer. Vou para lá em maio.
    Super obrigada!

    • 3 Wanessa 20/03/2012 às 19:21

      Oi, Simone!
      O Boleto Turistico é o ticket de entrada dos vários sítios arqueológicos do Vale Sagrado e também de alguns museus de Cuzco. Para visitar esses lugares, você vai ter de comprar o boleto de todo jeito. O que você pode escolher é como vai fazer seus deslocamentos e se quer ir acompanhada de um guia. Aí, você pode escolher entre as excursões oferecidas pelas agências, contratar um táxi pra ficar com você durante o dia inteiro, contratar um guia com carro particular ou alugar um carro. Claro, o pagamento de qualquer um desses serviços não está incluído no preço do boleto.
      O mais barato, é você ir de excursão, organizada por uma agência local. Mas, mesmo nesse caso, tem de comprar o boleto por fora.
      Para visitar o Vale Sagrado, eu escolhi contratar um taxista.
      Para fazer o city-tour (que é um passeio tradicional oferecido pelas agências, passando por alguns locais na periferia de Cuzco e para o qual também é necessário o boleto), eu fui com agência mesmo.

      • 4 Simone 20/03/2012 às 19:57

        aaaah, agora estou entendendo melhor! obrigada pelas dicas Wanessa!

        Achei que o boleto turistico já incluia os deslocamentos com horários pré-determnados até os locais, como se comprasse um pacote de excursão mesmo. Então é o valor d boleto + os deslocamentos.

        E o melhor mesmo é com guia né? Para entender toda a parte histórica e cultural e não ficar só olhando.

        • 5 Wanessa 20/03/2012 às 20:25

          Exatamente, Simone, tem de comprar o boleto + o meio de transporte/guia de sua preferência. Eu até acho possível aproveitar o passeio sem guia, porque as paisagens são lindas, mas realmente perde-se muito sem as informações que o guia pode passar.

      • 7 Graciela 28/04/2013 às 9:53

        Oi Wanessa. Vc acha q compensa minha amiga e eu, contratarmos um táxi para nos levar ao Vale Sagrado? É q teremos pouco tempo e Cuzco, na verdade teremos uma tarde e eu qro muito conhecer o Vale Sagrado. Iremos no final de maio. É uma boa época?
        Obrigada pela dicas, Graciela

        • 8 Wanessa 28/04/2013 às 13:48

          É uma ótima época, porque não tem muito risco de vocês pegarem chuva. Não entendi muito bem quanto tempo você tem para conhecer o Vale Sagrado, Graciela. Mas, se for só uma tarde, voce pode contratar um taxi, porque o tempo é mais bem aproveitado. Nesse caso, não deixe de visitar Pisac e Ollantaytambo.

          Enviado via iPhone

          • 9 Graciela 28/04/2013 às 18:22

            Obrigada pela rápida resposta!! Então, teremos só 1 tarde pra conhecer Cuzco, e entre o city tour e o vale sagrado, é claro q eu fico com a última opção!! Então dá tempo de conhecer o Vale Sagrado numa tarde indo de taxi? Indo desse modo qual os procedimentos q devo seguir?Contrato o táxi lá hora, pelo Hotel?Vou precisar de um guia né?

            • 10 Wanessa 28/04/2013 às 18:49

              Graciela, não dá pra conhecer o Vale Sagrado em uma tarde, não… Só dei a sugestão de ir a Pisac e Ollantaytambo porque você disse que quer muito e, com o pouco tempo de que dispõe, ir a dois locais será o máximo que conseguirá fazer. Mas o Vale Sagrado merece dois ou três dias inteiros.
              Agora, se essa tarde que voce tem é também o tempo de que dispõe para Cuzco, esqueça essa história de ir ao Vale Sagrado e curta a cidade – se você não vier de um lugar de altitude elevada, vai precisar maneirar nos passeios, porque os efeitos da altitude vão aparecer após sua chegada a Cuzco…
              Se você decidir usar sua tarde no Vale Sagrado, veja se o seu hotel tem algum guia/motorista para indicar. O meu hotel não tinha, por isso, a gente teve de procurar um motorista na Plaza de Armas mesmo. Conversamos com alguns e escolhemos o que pareceu mais confiável. Acabou sendo uma boa escolha.

      • 11 Euclides Emanuel 16/04/2014 às 21:49

        nessa, desculpe se já falou sobre esse assunto em outros posts mas, e o câmbio, levo Real, Dolar ou troco pela moeda local. tem facilidade para o cãmbio em Cuzco ou já devo sair com o Novo Sol já do Brasil?

        • 12 Wanessa 21/04/2014 às 18:11

          Olá, Euclides!
          Eu levaria dólar para o Peru, pois tive alguns problemas para fazer saque direto da minha conta durante minha viagem. Acho difícil conseguir comprar Nuevos Soles aqui no Brasil. em São Paulo, pode ser que apareça, mas a cotação deve ser bem desfavorável. É fácil fazer o câmbio Lima e Cuzco. Mas evite fazer isso em cidades menores, como Águas Calientes e Ollantaytambo, pois a cotação tende a ser pior.

  3. 13 Jacque 13/04/2012 às 10:32

    Wanessa, vou dizer que seu “caderninho” de informações foi muito útil pra mim. Foram as melhores informações que encontrei, dentre os sites que visitei sobre Cuzco.
    Muito bacana mesmo quando alguém, como você, se dispõe a passar as informações de suas viagens!! Compartilhar… rs
    Agradeço demais.
    Anotei todas as dicas e tb valores dos passeios para eu ter idéia de quanto vou gastar.
    Moro no Acre fronteira com Bolívia e Peru. Por aqui é super fácil chegar em Cuzco. Vamos no mês de agosto pra lá.
    Bjs… e mais uma vez obrigada pelas informações.
    Hááááá… as fotos são todas lindas e dá mais vontade ainda de visitar essas cidades Lima e Cuzco.
    Abçs.

    • 14 Wanessa 13/04/2012 às 12:58

      Muito obrigada, Jacque! Gosto de ver que, mesmo eu tendo deixado de colocar conteúdo novo aqui no blog, ele ainda é útil para muita gente! Como você mora perto, aposto que vai querer voltar muitas vezes a Cuzco depois que vir como essa região é linda. Quanto às informações aqui do blog, não se esqueça de considerar a inflação nos preços, porque já faz quase três anos que viajei. Boa viagem!

      Enviado via celular

  4. 15 Lia Bacelar e Pedro Bacelar 16/04/2012 às 20:58

    Vanessa
    Meu marido e eu pretendemos ir ao Peru.gostaria de r a Machu-Picchu.o q sugere. meu marido tem 68 anos,estou preocupada se ele vai aguentar a caminhada.vc pode enviar uma sugestão.agradeço a atenção
    abraço
    Lia Bacelar

    • 16 Wanessa 17/04/2012 às 7:21

      Oi, Lia! O maior risco de uma viagem como essa é o mal da altitude, mas, se vocês nunca estiveram em locais tão elevados como Cuzco (Machu Picchu já está mais abaixo), não tem como saber se serão afetados. A dica é fazer uma viagem com dias de folga, para a aclimatação ser melhor e poder fazer os passeios sem pressa.

      A minha experiência diz que idade não impede visitar Machu Picchu. Eu sofri um pouco com a altitude e sempre via pessoas idosas me ultrapassando nas caminhadas sem demonstrar sinais de dificuldade! Mas sugiro que vocês consultem um médico para saber se existe algum fator de risco específico, o que depende da condição de saúde de cada pessoa, e para saber como enfrentar qualquer problema que surja. Assim, vocês viajam mais tranquilos. Deixo como sugestão de leitura esta página da UFRJ: http://www.cives.ufrj.br/informacao/altitude/altitude-iv.html

  5. 17 Fábio Rocha 25/04/2012 às 0:13

    Alguem fez a trilha de Salkantay?
    O que acharam?

  6. 19 Rafael 03/07/2012 às 22:39

    Wanessa boa noite, pretendo ir a Cuzco / Águas Calientes em 2013 mas de moto, voce tem alguma informação se é possível chegar de moto até Águas Calientes

    • 20 Wanessa 04/07/2012 às 7:55

      Oi, Rafael! De viagem de moto, não entendo, mas fiquei curiosa com a sua pergunta e em uma rápida busca encontrei o site “Viagem de Moto”. Lá, há alguns relatos de viagem para o Peru, como este: http://www.viagemdemoto.com/index.php/america-do-sul/destaques/machu-picchu-2, mas eles não esclareceram se é possível ir até Aguas Calientes de Moto. Mesmo assim, acho que você pode entrar em contato com o pessoal que fez essas viagens para saber mais detalhes. Eu acho pouco provável que haja alguma estrada que leve até Aguas Calientes, pelo tipo de terreno do local, mas não custa investigar mais…

  7. 21 Rosa H. Shimasaki 07/08/2012 às 17:52

    Olá Wanessa. Pretendemos ir para Cusco em outubro p.f., Iremos por nossa conta, ou seja, SP/ Lima/ Cusco, o que é necessário reservar por aqui? passeios, hospedagem… Vc acha que é viável ficar alguns dias em Lima? E o trem que leva até machu pichu ? Obs. pretendemos viajar por 8 dias.

    • 22 Wanessa 07/08/2012 às 20:39

      Oi, Rosa! Pelo que pude perceber, você está bem no começo do planejamento dessa viagem. Eu costumo reservar hotel sempre com antecedência, pela internet, porque acho que perde-se muito tempo durante a própria viagem se deixar pra fazer isso já no destino, e não vejo nenhuma vantagem nisso. Os passeios nessa região de Cuzco podem ser reservados lá mesmo, no dia em que você chegar à cidade. Nesse post, expliquei como fiz na minha viagem. Com 8 dias inteiros (sem contar o dia da ida e o da volta), dá pra ficar uns dias em Lima. Se você tem 8 dias incluindo os dias dos seus deslocamentos, até dá pra ir a Lima, mas você aproveitaria melhor Cuzco e o Vale Sagrado concentrando a viagem nessa região. Sugiro que você leia os outros posts sobre o Peru aqui no blog e, se aparecerem dúvidas mais específica, deixe seus comentários, que vou respondendo.

  8. 23 Bruno 08/08/2012 às 12:40

    Olá, vou viajar para Cuzco com minha esposa de forma independente, sem pacotes de agências. Já temos os voos e os hoteis, mas não entendi se compro o boleto turstico pelo site ou é somente em cuzco. A mesma coisa em Machu Pichu. Você tem uma dica? Obrigado!

    • 24 Wanessa 08/08/2012 às 19:08

      Oi, Bruno! O Boleto Turístico deve ser comprado lá em Cuzco mesmo, não tem como fazer pela internet. Dá para comprar na entrada dos sítios arqueológicos incluídos no boleto. O que você precisa comprar antes, pela internet, é a entrada para Machu Picchu (que não está incluída no Boleto) e o trem de Cuzco ou Ollantaytambo para Aguas Calientes. Muitas pessoas têm problema ao fazer essa compra pela internet, por causa do cartão de crédito. A Lu Malheiros, do blog Dividindo a Bagagem sempre tem novidades sobre esse assunto, e o post mais recente dela é este aqui: http://www.dividindoabagagem.com/2012/07/ingressos-para-visitar-machu-picchu.html

  9. 25 Júlia Pinagé 18/09/2012 às 0:11

    Wanessa,

    como comentado num post anterior, muito obrigada, por compartilhar suas experiências!
    Foi o melhor e mais esclarecedor blog sobre Cuzco para marinheiros de primeira viagem como eu que encontrei!
    Exatamente o que procurava. Tirei muitas dúvidas e decidi meu roteiro!

    Obrigada!

    Abraços Júlia Pinagé

    • 26 Wanessa 18/09/2012 às 9:27

      Obrigada, Júlia, fico feliz que meu relato seja útil. Lembre-se de que hoje as visitas a Machu Picchu exigem compra antecipada das entradas. O blog da Lu Malheiros (http://www.dividindoabagagem.com/) é o mais atualizado nesse assunto. Espero que você faça uma ótima viagem!

  10. 27 Duarte 22/09/2012 às 19:02

    Oi Wanessa, tudo bem? Por favor veja se pode me dar uma luz. Calculei errado a quantidade de dias no peru e agora estou com muito tempo sobrando. Eu e minha esposa teremos 8 dias inteiros em Cusco. 2 desses dias serão para Machu Picchu, ficam sobrando 6. Como todos, pretendo fazer o tour do vale sagrado e o city tour, aí sobram 4 dias. Há algum outro passeio que vc pode recomendar? Li sobre o Moray & Maras, mas confesso que não me chamou muito a atenção… De qualquer forma está anotado. Enfim, tenho receio de não ter o que fazer lá e terminar no hotel, como agora. Estou em Arequipa, a cidade é realmente incrível, os vulcões com neve no topo são coisa de louco, mas já fizemos todos os passeios em 2 dias, não tenho mais o que conhecer, com exceção do Canyon del Colca, que será amanhã. Estamos com passagem marcada para Cusco depois do passeio do colca. Você tem sugestões do que fazer em Cusco e arredores com tantos dias? Obrigado.

  11. 28 Luciano 20/10/2012 às 17:11

    Wanessa, fiz essa viagem com minha esposa recentemente e seu blog me ajudou bastante, principalmente para tomar a decisão de adquirir os pacotes de passeio lá em Cuzco ao invés de contratar aqui por agencia. Economizamos uns 300 dólares e daria para economizar até mais. Gostaria de deixar aqui em seu blog algumas dicas para quem estiver pensando em ir para Cuzco/Machupichu:

    Hotel: Eu reservei pelo BOOKINGS, valeu a pena pois ficou bem mais barato do que eu pagaria por lá ou através de agencia.
    Tem muitos hostel pra quem quer aventurar;

    O Tempo de viagem: Tem vários passeios para fazer em Cuzco, mas 3 a 4 dias seria o máximo que sugiro, pois a coisa no início é fascinante, mas os passeios se parecem bastante e mais que isso vai ficando cansativo;

    Passeios: É imprescindível fazê-los com guias, pois as aulas de história de de visão da civilização andina são transmitidos pelos guias de maneira muito gostosa. O único problema é que fazer passeios com agencia tem aquela coisa de horário certinho pra tudo e tb tem alguns apelos comerciais, como parar em mercados para compras. Mas isso é de menos e agente releva. Vale mais a pena aceitar isso do que perder muito das mensagens legais. O preço gira em torno de 15 dolares cada passeio e o do vale sagrado custa 40 dolares e inclui o almoço em um buffet – foi bom.
    Precisa comprar o boleto turístico que custa 130 soles e vale para 16 entradas de sítios arqueológicos, museus, shows;
    Se tivere chance de tomar Chicha tb vale a pena. É bem diferente e bem característica do povo peruano, vc entra na casa deles e toma um copo de meio litro por um sol.
    Pra quem gosta de semi-joias de prata tb é um prato cheio, tem muita coisa legal e dá pra barganhar bem o preço. É de excelente qualidade.

    Machupichu: Vale a pena sair do Brasil já com tudo reservado, bilhetes de trem, que podem ser comprados no site da PERURAIL e também as entradas de Machupichu que podem ser compradas pelo site http://www.machupicchu.gob.pe/ . O bilhete de onibus para subir e descer a montanha a partir de Aguas Calientes custa 9 dólares. Então tudo fica em torno de uns 140 dólares por pessoa e comprando esse pacote por lá as agencias cobram mais caro. Eu achei que a cidade de Águas calientes é boa para dormir uma noite, ou vai de tarde dorme lá e visita Machupichu pela manhã ou vai direto a Machupichu e retorna a tarde dormindo em Aguas Calientes. A noite em Águas Calientes é bem agitada e legal, só os restaurantes é que cobram preço meio alto pela qualidade das coisas.

    Comida: Particularmente não gostei da comida peruana da região de Cuzco. Exceto pelo Chocklo (milho) o resto me pareceu bem chutado. Pra quem gosta de sopa é muito bom, tem sopa de tudo quanto é tipo.

    Espero que ajude os aventureiros!!

    Luciano.

    • 29 Wanessa 23/10/2012 às 7:30

      Olá, Luciano!
      Fiquei feliz de saber que ajudei nos planos da sua viagem.
      Obrigada pelo feedback!

      • 30 Fábio Pinheiro 12/12/2012 às 21:38

        Oi Wanessa, meu nome é Fábio! Em janeiro viajo pelo Peru e Bolívia, sendo que entre os dias 6 e 11 estarei em Cusco! São cinco dias, tirando o da partida! Pelo que entendi o boleto turístico não inclui turistas nem valores de deslocamentos (transporte). É isso mesmo? Quanto normalmente se gasta em tudo: boleto (43, 33 mais guia e transporte)? Abraço, Fábio

  12. 32 Leandro 08/01/2013 às 11:56

    Olá Wanessa, meu nomé é Leandro e adorei o seu Blog. Estou indo no mês de fevereiro De Belo Horizonte/MG para o Acre e de lá de onibus para Cusco, terei em cusco 5 dias livres, desconsiderando o dia da chegada. Estou muinto ansioso, irei sozinho e tenho uma duvida enorme! Sobre a passagem de trem e entrada para a atração principal: Machu Picchu. Duvidas que estão me matando: Tenho que comprar o bilhete do trem antecipado ou lá ? Se não tiver passagem de trem, consigo chegar de onibus ? Os demais passeios, outros sitios arqueologicos, museus e etc, consigo fazer por conta própria ? Aceitam cartão internacional lá ? Meu medo maior: chegar em Cusco e não conseguir ver Machu Picchu 😦 Desde já, muitissimo obrigado, através do seu blog e do comentario acima do #Luciano eu não vou fazer mais reserva de passeio pelo site, talvez lá ou ir por conta própria. Obrigadoooo

    • 33 Wanessa 08/01/2013 às 21:25

      Oi, Leandro!
      Que bom que o blog está ajudando no seu planejamento.

      Quanto à sua ida a Machu Picchu, acho que você não deve se preocupar, pois a sua viagem vai acontecer na baixa temporada, quando a quantidade de turistas na região não será tão grande.

      Mesmo assim, eu procuraria emitir as passagens de trem para Agua Calientes e a entrada em Machu Picchu desde já, para evitar decepções.

      O trem, você pode comprar no site da Peru Rail (https://www.perurail.com/en/index.php). Esse é o trem turístico. Já li que existe um trem mais barato (e mais simples), usado pela população local, mas não sei como se compram bilhetes, de onde partem, nem da qualidade do serviço. Talvez no http://www.mochileiros.com ou no http://www.tripadvisor.com você encontre mais informações sobre esse serviço. Ônibus não chega lá, pois não há estrada ligando o Vale Sagrado a Aguas Calientes.

      Segundo um comunicado no site oficial (http://www.machupicchu.gob.pe/), a entrada para Machu Picchu voltou a ser vendida on line! Houve muitos problemas com esse sistema antes (os cartões de crédito brasileiros não funcionavam…), mas talvez agora tenham resolvido. Você pode encontrar informações mais detalhadas, inclusive sobre uma alternativa para comprar esse ticket com agência, no blog da Lu Malheiros (www.dividindoabagagem.com). Os posts mais recentes sobre o assunto são estes: http://www.dividindoabagagem.com/2012/09/ingressos-para-machu-picchu-cartoes.html e http://www.dividindoabagagem.com/2012/08/machu-picchu-dri-e-saga-da-compra-dos.html.

      Quanto aos outros passeios, nos arredores de Cuzco e no Vale Sagrado, normalmente, contratam-se os passeios com agências de viagem nos arredores da Plaza de Armas. A oferta é grande e não faz muita diferença onde você vai comprar, porque as agências dividem ônibus e guias. Eu optei por contratar um taxista para fazer nosso transporte, que também fez as vezes de guia. Foi mais barato do que se poderia imaginar. Em todos os casos, é preciso comprar separado o Boleto Turístico, uma ticket que dá direito a entrar em todos os sítios arqueológicos, à exceção de Machu Picchu. Um blog que traz tudo explicadinho sobre esse assunto é o Sundaycooks: http://sundaycooks.com/2012/11/21/boleto-turistico-de-cusco-indispensavel/. Aproveite e leia o resto do conteúdo deles sobre o Peru, pois a informação está bem atualizada.

      Sobre o dinheiro: o cartão de crédito é bem aceito em hotéis e restaurantes de Cuzco, mas, em Aguas Calientes e nas povoações menores do Vale Sagrado, tenha sempre dinheiro (soles de preferência, ou pelo menos dólares, mas nesse caso, você fica sujeito à taxa de câmbio do vendedor). Você pode habilitar seu cartão internacional para ser usado para saques em caixa eletrônico também, mas converse com o gerente de seu banco, pois eu mesma tive problemas para usar essa funcionalidade no Peru. O valor diário de saque permitido era bem baixo. Se não fosse uma de minhas amigas, que foi mais conservadora e levou dólares para fazer câmbio, teria sido complicado me virar só com o dinheiro sacado.

      Se tiver outras dúvidas, estou por aqui!

      • 34 Leandro 16/01/2013 às 8:33

        Wanessa, suas dicas acalmam qqr desesperado como eu! srrs… Tomei a decisão de fechar um passeio por lá ou ir por conta mesmo! Eu iria fechar um passeio só pra não perder o trem! Mas com suas dicas, consegui comprar as passagens de trem, dá um erro, mas a Perurail entra em contato por e-mail dentro de 24h para concluir a compra, a mensagem estava no spam e eu não vi! Foi um sucesso a compra e já estou com os bilhetes. Já a entrada para Machu Picchu, como não tenho cartão de credito Visa, estou comprando por um site alternativo http://www.ticket-machupicchu.com o status está aprovado, porem uma mensagem no site diz que os bilhetes não estão disponiveis ainda, que avisaram por e-mail para que os mesmos sejam emitidos. 🙂 Bom, fico no aguardo! rs… Wanessa um muito obrigado por suas dicas e de todos que postaram no seu blog, esclarecendo dúvidas e fazendo com que todos obtenham sucesso nessa viajem que é um sonho para uns e realização de outros que já foram. 😉 abç. Leo Amorim.

  13. 37 Fabio 05/02/2013 às 19:21

    Wanessa, muito bom seu blog!! É fácil contratar o serviço de taxi/guia em Cusco e Lima? Quanto +-? Tem alguém para indicar? estou indo em Março. Obrigado

  14. 38 Fabio 05/02/2013 às 21:10

    Oi Wanessa , acabei de ver no blog o tel do Sr Carlos e email em Cusco. Ele fala inglês ou português? E em Lima , tem algum guia para indicar?
    Irei ficar 2 dias em Lima + 3 em Cusco + 1 em Lima, sem ser mto folgado , já sendo, que roteiro vc me recomenda? Obrigado!!

    • 39 Wanessa 05/02/2013 às 21:34

      Oi, Fábio!

      A conversa com o guia foi em espanhol mesmo. Minhas amigas, que nunca estudaram o idioma, não tiveram nenhuma dificuldade de entender. Em Lima, não tenho dica, pois não contratei nenhum guia. Acho desnecessário para visitar o centro da cidade, pois um guia de papel dá conta das informações sobre os prédios e monumentos. Visitamos dois sítios arqueológicos em Lima, o Pachacamac e a Huaca Pucllana, e contratamos um guia no próprio local (no segundo, fizemos a visita guiada em grupo, num dos horários predeterminados do próprio parque).

      Sobre o roteiro, acho que seu tempo está bem corrido. Você quer visitar Machu Picchu nesses 3 dias? Se for esse o caso, sugiro aproveitar o primeiro dia na cidade para fazer o chamado city tour (passeio pelos sítios arqueológicos na periferia de Cuzco); no segundo, selecionar os principais locais do Vale Sagrado (sugiro Pisac, Chinchero e Ollantaytambo); no terceiro, ir a Machu Picchu. Se você quiser, pode pegar o trem em Ollantaytambo e já seguir direto para Aguas Calientes no final desse dia, para subir a Machu Picchu mais cedo.

      Se não estiver nos seus planos visitar Machu Picchu, pode dividir a visita ao Vale Sagrado pelo segundo e terceiro dias da viagem ou mesmo deixar para fazer qualquer passeio a partir do segundo dia, ficando o primeiro só em Cuzco mesmo, para se acostumar melhor com a altitude. De um jeito ou de outro, 3 dias em Cuzco será bem cansativo…

      Sobre Lima, minha viagem também foi “quebrada” como a sua. Não tínhamos muitas expectativas e nem planejamos muito o que ver na cidade. Sugiro que você dê uma olhada nos posts sobre Lima para ter uma idéia dos passeios. O que eu acho essencial é buscar algumas referências de restaurantes, pois Lima oferece ótimas experiências gastronômicas!

  15. 40 Ingrid 13/02/2013 às 20:28

    Olá, Wanessa! Parabéns pelo blog! Ele é mais didático, objetivo e claro do que muitos sites e portais famosos por aí. E a maior vantagem é a sua atenção aos leitores, nos comentários. Respondendo as solicitações, você acaba sanando as dúvidas de outros também e enriquecendo o post.

    Estou planejando ir em junho ao Peru, conhecer Lima, Cusco e Machu Picchu, a princípio, em cerca de 8 dias.

    Comecei a pesquisar os materiais hoje e me perdi em meio a tanta informação. Sei que é alta temporada, então o que devo definir primeiro?

    É mais vantajoso sair do BR e ir direto a Cusco?

    Obrigada!

    • 41 Wanessa 13/02/2013 às 21:27

      Oi, Ingrid!
      Obrigada pelo comentário! Adoro planejar uma viagem, mesmo quando não é minha!

      Sobre as suas dúvidas: na minha viagem, acabei ficando um pouco em Lima na ida e outro tanto, na volta de Cuzco, por causa dos voos disponíveis. Para mim, dividir os dias em Lima não prejudicou a viagem, mas é fato que concentrar os deslocamentos pode fazer seu tempo render mais. Acho que você deve olhar os voos para as datas da sua viagem e decidir o roteiro levando em conta essas opções.

      Você pode organizar sua viagem seguindo estes passos:
      – definir quantos dias quer ficar em Cuzco e quantos em Lima (sugiro 5 em Cuzco e 3 em Lima, para os seus 8 dias). Para isso, você já precisa ter lido um pouco sobre o destino, para ter uma ideia de quantos dias vai precisar para ver tudo o que lhe interessa em cada lugar;
      – escolhidas as datas, você poderá comprar as passagens aéreas;
      – com os bilhetes aéreos na mão, é hora de escolher a hospedagem e planejar o roteiro dia a dia (não é que você fique obrigada a fazer cada coisa num dia certo, mas é preciso ter em mente tudo o que quer fazer em cada destino e distribuir pelos dias disponíveis);
      – comprar passagens de trem e entradas para atrações que exigem reserva antecipada, como Machu Picchu (o roteiro que referi no item anterior é importante para definir o melhor dia de fazer esses passeios que precisam de uma data certa).

      Sugiro que você dê uma olhada neste post, que ordena todos os posts sobre o Peru aqui no blog de acordo com o assunto:
      https://cadernosdeviagem.wordpress.com/2009/08/12/dossie-peru/

      Se tiver outras dúvidas, é só deixar aqui!

  16. 42 Flavia 15/03/2013 às 16:05

    Oi Wanessa! Em primeiro lugar, achei fantástico o seu blog, as informações estão me ajudando demais a fazer um roteiro para Cuzco. Irei pra lá em junho e ficarei 8 dias. A minha idéia era aproveitar Cuzco e conhecer Machu Pichu. Descartamos Lima por ser mto longe. Vc acha que tem entretenimento em Cuzco para todos esses dias ? Obrigada!

    • 43 Wanessa 15/03/2013 às 19:07

      Oi, Flvia! Obrigada! Acho que tem como ocupar todos os seus dias em Cuzco e no Vale Sagrado. Se nos seus 8 dias estiverem includos os da chegada e da sada, j nem d pra contar com 8, e sim com 6… Opte por contratar um motorista para fazer os passeios, pois as excurses em grupo so muito superficiais e deixam de lado vrios stios arqueolgicos que vale a pena visitar – e voc vai ter tempo pra isso. Como seu tempo est folgado, planeje bem a ida a Machu Picchu, pois h vrias trilhas que voc poder fazer l e talvez precise de mais de um dia para tudo. Sugiro que voc leia os outros posts do blog e, se surgirem dvidas na organizao do roteiro, deixe por aqui. Outros blogs que tm muita informao til para voc montar seu roteiro so o http://www.turomaquia.com e o http://www.sundaycooks.com.

  17. 44 Márlon Lima 22/03/2013 às 8:28

    Olá, bom dia. Já fui duas vezes à Cuzco, última vez em 2007. Dessa vez irei à passeio em Abril. Tenho uma dúvida, talvez você possa me ajudar. Existe a possibilidade de eu adquirir um chip de telefonia móvel? Pois vi no site da Claro – Peru que para registrar um chip pré pago é necessário ter identidade. Caso possa me ajudar fico muito grato.

  18. 46 Leticia 24/03/2013 às 19:55

    Ola Wanessa, que bom encontrar o seu blog.
    Vou para Cusco em maio. Fico dois dias em Lima e 6 em Cusco.
    Ja vou comprar as passagens de trem antecipadamente como voce orientou. Queria saber sobre a viagem ao Vale Sagrado. Ja ouvi falar que a viagem é perigosa e muito ingreme, isso me dá medo.Fale tambem sobre s viagem para o Lago Titicaca. Trata-se tambem de um viagem onde dá medo por ter um dos lados com uma vista ingreme,dando a sensçao que vai cair para os lados?Obrigada

    • 47 Wanessa 24/03/2013 às 20:25

      Oi, Letícia!

      Sobre o Lago Titicaca, não posso falar, pois não estive lá. Sugiro que você leia sobre o assunto no Viaggiando: http://www.viaggiando.com.br/2008/07/islas-flotantes-de-los-uros.html

      O Vale Sagrado é uma região bem extensa, onde há vários sítios arqueológicos de diversos povos indígenas que habitaram o Peru (não só dos Incas). Em alguns desses locais, situados em área montanhosa, pode haver alguma caminhada por terrenos íngremes, mas você escolhe se que fazer. Eu não gosto de caminhar por esse tipo de terreno, mas até desafiei um pouco o meu medo nessa viagem, pois as paisagens valem a pena!

      • 48 Leticia 24/03/2013 às 20:57

        Ola Wanessa, obrigada pelo retorno.
        Nao entendi bem, a caminhada que voce fala é a pé?
        Gostaria que falasse da viagem de onibus para se chegar até lá. Tem este lado ingreme que da medo?
        É possivel alugar um taxi para chegar ate la?bjs
        Obrigada

  19. 49 Leticia 24/03/2013 às 21:00

    Wanessa, aproveitando este tempo, o que voce acha que é possivel fazer em cinco dias. Chego no dia 5 de maio e fico ate o dia 11.Obrigada

    • 50 Wanessa 24/03/2013 às 21:19

      Letícia, o Vale Sagrado é uma região próxima de Cuzco. Você vai ficar hospedada em Cuzco ou em outra cidade ou povoado próximo, como Urubamba ou Ollantaytambo, e fazer passeios de carro ou ônibus, dependendo da sua escolha, para os sítios arqueológicos da região (como Pisac, Tipon etc.). Nenhum despenhadeiro me chamou a atenção nos trajetos de carro, e as estradas estavam em ótimas condições. Ao chegar em cada sítio arqueológico, você vai caminhar. Aí, sim, pode se deparar com os terrenos íngremes de que falei.

      No Vale Sagrado, as viagens de carro e ônibus não me pareceram nada perigosas. Mas a subida de Aguas Calientes para Machu Picchu é feita por uma estradinha bem estreita, subindo a montanha. Tem horas em que dois microonibus se encontram, e um precisa esperar o outro passar, porque não há espaço para dois. Essa, você pode achar perigosa. Neste link, você vê uma foto da estradinha: http://ecoviagem.uol.com.br/fique-por-dentro/viajantes/familia-goldschmidt/expedicao-giro-pela-america/machu-picchu-e-a-porta-do-sol-8297/centro-47457.jpg

    • 51 Wanessa 24/03/2013 às 21:25

      Letícia, sugiro que leia os outros posts aqui do blog, pois o roteiro que fiz também foi mais ou menos em 5 dias. Assim, você vai ter uma noção do que tem para conhecer por lá e poderá escolher o que mais lhe interessa. A partir disso, se tiver dúvidas sobre como montar o roteiro (deslocamentos, locais de hospedagem), faça suas perguntas que vou ajudando como puder, ok?

  20. 52 Vânia 15/04/2013 às 19:05

    Oi, Wanessa. Estou planejando uma viagem ao Peru para julho. Já li todas as suas postagens, além dos blogs Dividindo a bagagem, Agora vai, Viaggiando e o Idas e Vindas. Ou seja, estou processando uma overdose de informações, mas adoro planejar viagens. Gostaria de uma ajuda sua. Eu vi umas fotos da trilha que leva às ruínas de Pisac e fiquei em pânico, pois morro de medo de altura. Acho que não vou encarar. Você acha que vale a pena eu ir a Pisac só pelo mercado e pela cidade? Eu pretendo pegar o trem para Machu Picchu saindo de Ollanta e passar a noite em Aguas Calientes. O que você me recomendaria: fazer o tour tradicional, mesmo sem subir às ruínas em Pisac ou pegar um táxi para ir direto a Ollanta?
    Obrigada pela ajuda.

    • 53 Wanessa 18/04/2013 às 2:55

      Oi, Vânia!!
      Desculpe pela demora na resposta.
      Algumas trilhas em Pisac passam mesmo por uns caminhos estreitos, e a altura… Bom, nem preciso falar. Não sei se você se refere às minhas fotos ou às de outros blogs. Falo isso porque o passeio que eu fiz não foi exatamente o padrão. Pode ser que a trilha feita nas excursões, que é mais curta, seja menos desafiadora para você.
      De qualquer forma, acho que você deveria, sim, fazer um passeio pelo Vale Sagrado antes de seguir para Águas Calientes. Tem lugares lindos e que não exigem nenhuma caminhada para ser apreciados, como Tipon.
      Um outro blog para você incluir nas suas leituras é o Sundaycooks.
      Talvez essa viagem exija que você lide com esse medo de altura, mas vale muito a pena!

      • 54 Vânia 18/04/2013 às 12:42

        Oi, Wanessa. Com certeza vou fazer um passeio pelo Valle Sagrado, mas vou deixar pra decidir qual fazer quando chegar lá. Verei nas agências quais são as opções e talvez fazer um tour privado. Para mim, o problema não são as trilhas em si, mas vi umas fotos da Carla e da Camila de caminhos estreitos e sem nenhum tipo de proteção e fiquei preocupada.
        Muito obrigada pela ajuda!!
        Abraços, Vânia.

        • 55 Wanessa 18/04/2013 às 13:49

          Vânia, tenho o mesmo problema que você com os despenhadeiros… Em alguns momentos, essa viagem foi um desafio pra mim! As opções nas agencias eram bem padronizadas (elas ate compartilhavam os ônibus). Para passeios diferentes, procure um tour personalizado.

  21. 57 Leticia 24/04/2013 às 20:12

    Boa noite Wanessa,

    Na semana que vem embarco para Cuzco, exatamente no dia 5 de maio.Quero conhecer Machu Pichu e dormir em AGuas Callientes no dia anterior para ir mais cedo e descansada. Voce recomenda uma agencia daqui que possa contratar estes serviços, ou seja, comprar antecipadamente os ingressos do trem e o hotel em AC?
    Obrigada
    Leticia

  22. 58 Leticia 24/04/2013 às 21:05

    Cara Wanessa,
    O que voce acha melhor? Levar soles, dolar ou real do Brasil para Cuzco.Desde ja agradeço a sua atençao
    Se levarmos dolar ou real tem possibilidade de fazer a troca por soles em Cuzco?

    • 59 Wanessa 25/04/2013 às 3:43

      Oi, Letícia! Não acho que precise de agência, não, mas o que precisa é você comprar as pasaagens de trem para Águas Calientes no site da Peru Rail e as entradas para Machu Picchu. Você mesma pode fazer isso pela internet.

      Enviado via iPhone

    • 60 Wanessa 25/04/2013 às 3:48

      Sobre o cambio: com dólares, é mais fácil fazer o cambio do que com real. Não sei como é a aceitação só real em Cuzco, mas, em Lima, não houve problema para cambiar reais por soles. Ainda em relação ao dólar, se você estiver pensando em comprar essa moeda para levar, lembre que serão duas operações de câmbio, o que significa que você perderá um pouquinho duas vezes. Converse com o gerente do seu banco e avalie a possibilidade de usar o cartão da sua conta para sacar dinheiro diretamente no Peru.

      Enviado via iPhone

      • 61 Graciela 28/04/2013 às 18:15

        Aproveitando a conversa de vcs Wanessa, onde posso fazer esse câmbios em Lima? E em Cuzco? Vou levar td em dólar!!!

        • 62 Wanessa 28/04/2013 às 18:40

          Oi, Graciela!
          Uma amiga foi quem usou casas de cambio no Peru (eu costumo levar cartão VTM e fazer saques na moeda local). Em Lima, ela fez cambio de reais no aeroporto mesmo – não é o lugar mais recomendável, porque as taxas costumam ser altas ou a cotação da moeda é ruim – e no shopping Larcomar. A opção por esses locais foi apenas pela praticidade mesmo. Acho que em Cuzco, não foi preciso fazer câmbio, mas não é difícil achar casas de câmbio, porque a cidade vive do turismo. Alguns serviços, como o taxista que você vier a contratar, talvez possam ser pagos diretamente em dólar (foi o que aconteceu com a gente), então, deixe uma reserva de dólares, não troque tudo por soles de uma vez.

  23. 63 Leticia 25/04/2013 às 15:13

    Wanessa, parabens pelo seu blog. Obrigada pelo retorno e sempre com respostas simples e objetivas.
    Um grande abraço para voce.

  24. 65 sandra 03/05/2013 às 19:43

    vanessa voce recomenda o taxista carlos de CUSCO??

  25. 67 Wiler Silva 09/05/2013 às 22:49

    Wanessa,

    Estou indo pra Cusco no dia 25 de maio. Como é o movimento lá nessa época do ano% Você acha necessário comprar os ingressos do trem e de Machu Pichu com antecedência%

    E afinal de contas, o melhor mesmo é levar VTM%

    Grato pela atenção…

    Wiler

    • 68 Wanessa 10/05/2013 às 7:06

      Oi, Wiler!
      Aconselho a todos comprar as passagens de trem e as entradas para Machu Picchu antes da viagem, seja para evitar que os planos fiquem frustrados, seja para nao precisar perder tempo no destino com detalhes que podem ser resolvidos antes.
      A alta temporada lá é durante o período de ferias escolares, mas maio já é um dos melhores meses para visitar a região, porque chove pouco. Espere encontrar muitos turistas nessa época.
      Quanto ao VTM, sei que há restrições – ou havia – da própria Visa, limitando os saques a valores bem baixos. Nao sei se isso continua assim. Você deve se informar bem antes de fazer essa opção. Eu nao levaria o VTM ou mesmo o cartão da minha conta como primeira opção para pagamentos no Peru. Levaria um valor razoável em dólares para fazer cambio lá e tentaria sacar da conta. Se os saques dessem certo, guardaria os dólares para outra viagem e usaria o da conta mesmo.

      • 69 Wiler 10/05/2013 às 14:43

        Bom dia Wanessa,

        grato pelas respostas, farei isso mesmo.

        E em relação aos hoteis, andei olhando o booking.com e percebi que a oferta é grande, mas fiquei com medo de reservar e chegar na hora o hotel não ser como nas fotos.

        O que você acha, reserva antes também, ou por ser baixa temporada, escolha na hora mesmo%

        Valeu!!!

  26. 71 Wiler 10/05/2013 às 14:45

    Wanessa, outra coisa, é necessário ou não cartão internacional de vacinação%

  27. 72 Paulo 12/05/2013 às 0:11

    O que voce considera imperdível dentre as atrações no Peru para se fazer em 12 dias ?

    • 73 Wanessa 12/05/2013 às 15:30

      Olá, Paulo!
      A sua pergunta é difícil, porque o Peru tem muitas atracões imperdiveis. Se fosse eu, ficaria ente Cuzco (incluindo o Vale Sagrado e Machu Picchu), Arequipa e Lima. Mas também tenho vontade de ir a Puno e Nazca. Estude cada um dos destinos e veja quais atracões lhe interessam mais.

  28. 74 Leticia 30/05/2013 às 23:58

    Ola Wanessa,
    Cheguei semana passada do Peru. Gostaria de agradecer as informacóes que recebi de voce e dizer que foram muito uteis para a viagem.Estive em Lima, Cuzco, Vale Sagrado Sul , Aguas Caliente e Machu Picchu.
    Foi muito bom encontrar este blog. Obrigada por tudo,bjs
    Leticia

  29. 76 Nádia 25/06/2013 às 10:48

    Olá.
    Embarcamos para Cuzco dia 1 de julho agora, poderias nos informar se os passeios ao vale sagrado podem ser pagos com cartão de crédito?
    Outra duvida: gostaríamos de contratar taxi, taxi\guia para conhecer o vale sagrado e mencioaste isto: poderias informar qual o taxista caso tenhas Grata

    • 77 Wanessa 25/06/2013 às 18:27

      Olá, Nádia!
      Deixei o contato do guia-motorista que usei para fazer o passeio pelo Vale Sagrado neste post, além de algumas informações sobre como foi o serviço: https://cadernosdeviagem.wordpress.com/2009/08/12/dossie-peru/
      Mas tenho que dizer que várias pessoas já pediram o contato, e nunca voltou ninguém pra dizer que tinha usado o serviço e confirmar que ele ainda está trabalhando…
      Nas agências, não saberia dizer se o passeio pode ser pago com cartão. Eu só contratei com agência o city-tour, mas não me lembro como pagamos (acho que foi com dinheiro mesmo, porque a agência era bem pequena, pouco provável que aceitasse cartão).

  30. 78 andrea lacerda penteado de castro 29/06/2013 às 14:01

    Ola boa tarde olhei todo o seu blog e vejo q ninguém se preocupa com o vestir e levar…..vou de mochila e sou pessima para fazer malas….e muito boa de compras por favor se puder me orientar ,vamos em 22 de julho meu marido e eu ,ficaremos de julho22 a tarde30 de julho,hotéis passagens programação tudo certo…mas não sei que roupa e qto levar..calçados..pode parecer futilidade mas quero levar o realmente necessário
    Gra Andrea e LUIZ CARLOS

    • 79 Wanessa 29/06/2013 às 14:37

      Oi, Andrea!
      Não acho sua preocupação nada fútil. Sempre há o risco de levar coisa demais ou esquecer algum item que vai fazer falta.
      Essa época, é inverno, mas o frio vem mais da altitude mesmo, então, as temperaturas de dia são agradáveis, em torno dos 20°, mas, à noite, vai ser necessário um bom casaco, porque a temperatura cai muito.
      Para o dia, vista-se de forma confortável, porque os passeios podem ser longos. Eu levei calça jeans e também uma dessas de malha, que se usa pra fazer esporte.
      Para a parte de cima, leve camisetas e um casaco leve, do tipo corta-vento.
      Nos pés, um bom tênis. Qualquer outro sapato vai ser inadequado para o tipo de terreno que você vai encontrar durante os passeios.
      O sol é forte, você pode querer levar um chapéu pra se proteger. Não chove quase nada nessa época.
      Tudo é muito informal nessa região, então, não vejo necessidade de levar roupas mais arrumadas. Mesmo para jantar em Cuzco, nada de grandes produções (caminhar de salto pelo calçamento da cidade deve ser horrível! 🙂 ). Botas e blusas mais pesadas – lembre que faz frio à noite – são uma boa opção.
      Acho que é isso. Se tiver alguma dúvida mais específica, deixe por aqui.

  31. 80 Chris 25/09/2013 às 22:49

    Oi Wanessa, estou querendo ir pra Cusco agora em outubro de 2013, terei apenas 4 noites. Quero conhecer o centro de cusco, os pontos que poderei fazer a pé mesmo, Mas quero muito conhecer Machu Picchu, não terei tempo pra dormir em Águas Calhentes, mas além desses pontos, onde mais vc acha que valeria a pena ir e que coubesse dentro desse curto espaço de tempo que terei? Tb gostaria de saber quanto custa em média um passeio desses. Vi que vc colocou o valor dos boletos, mas com taxi ou guia, ou ônibus, quanto ficaria? Temos que levar dólar ou podemos já levar a moeda local? Vou por conta própria.
    Desde já agradeço a atenção.
    Chris

    • 81 Wanessa 25/09/2013 às 23:12

      Olá, Chris!

      Sao muitas duvidas, mas vamos ver se ajudo a esclarecer:

      – dinheiro: atualmente, eu levaria reais para fazer câmbio diretamente no Peru, evitando comprar dólares no Brasil e fazer uma nova conversão para os soles. No Brasil, é difícil conseguir encontrar soles em uma casa de câmbio. Se você resolver levar reais, lembre-se de fazer câmbio em Lima ou em Cuzco, porque dificilmente a nossa moeda será aceita em casa de câmbio em Aguas Calientes. Se levar dólar, as cédulas devem ser novas, sem nenhuma parte rasgada ou amassada (é, eles podem ser bem exigentes…);

      – custo dos passeios e organização do tempo: minha irmã está agora mesmo no Peru e contratamos um guia com carro para ela e o marido por 240 dólares, incluindo: traslado do aeroporto para o centro de Cuzco e dois dias de passeios privativos, sendo o segundo terminando em Ollantaytambo, para eles pegarem o trem para Aguas Calientes. Contratar um guia privado é a maneira mais fácil e proveitosa de conhecer o Vale Sagrado, porque se economiza muito tempo, e o guia vai explicar tudo sobre a cultura Inca. Nao tem graça conhecer essa região sem um guia. Mas, se você achar caro, pode fazer assim: no primeiro dia, descansa – para evitar o mal da altitude – e conhece os arredores da Plaza de Armas; no segundo dia, faz um passeio pelo Vale Sagrado ( excursão de dia inteiro vendida por qualquer agência de Cuzco); no terceiro, vai a Machu Picchu. O quarto dia seria o da volta. Se esse ultimo dia ainda nao for o da volta, acrescente, antes do Vale Sagrado, um dia para o “city tour”, que é a visita a alguns sítios arqueológicos mais próximos de Cuzco.

      Acho que é isso. Sugiro que você leia os outros posts do blog para ir montando seu roteiro. Em breve, vou escrever também sobre a viagem da minha irmã. Fique à vontade para tirar outras dúvidas!

  32. 82 Alessandra 09/11/2013 às 20:38

    Olá Wanessa, tudo bem? Meu nome é Alessandra e eu pretendo ir para Cusco com meu esposo na última semana de janeiro, mas estou preocupada pq as pessoas me falaram que nessa época em Cusco chove muito vc poderia e pode me dar alguma informação sobre isso?

    • 83 Wanessa 10/11/2013 às 11:35

      Oi, Alessandra,
      Janeiro realmente é um dos meses mais chuvosos na região de Cuzco e Machu Picchu. Há alguns anos, as chuvas foram tão intensas que interromperam a ligação de Aguas Calientes com Cuzco. Claro que a quantidade de chuvas varia de ano para ano, mas isso pode atrapalhar sua viagem sim. Mesmo se a chuva não for tão forte, caminhar nas trilhas (e sobre as pedras) molhadas deve ser bem mais desconfortável. Se você não puder cancelar a viagem ou adiá-la para uma data mais favorável, vá sabendo o que pode enfrentar e aproveite o que for possível!

  33. 84 Jessica 21/01/2014 às 16:37

    Adorei as dicas! Quero voltar logo para o Peru!

    Jéssica
    http://casalnomade.blogspot.com.br/

  34. 86 João 24/01/2014 às 11:57

    Boa tarde Wanessa!!
    Primeiramente, parabéns pelo blog, está excelente e de grande ajuda.
    Dia 29/01 chegarei em Cusco e estou com uma grande duvida.
    Para ir a Machu Picchu, precisarei dormir por la? Se sim, tem hotel por lá? Ou saio de manha de Cusco e passo o dia lá?? Pois também pretendo visitar Huayna Picchu
    Por gentileza, poderia me dar essas dicas?

    • 87 Wanessa 29/01/2014 às 22:34

      João, infelizmente, não li sua dúvida a tempo de dar uma resposta útil. Espero que você tenha conseguido encontrar a resposta nos posts e comentários aqui do blog.

  35. 88 luiz furtado 10/03/2014 às 12:31

    W.
    boa tarde.
    sobre a viagem p cusco e M Pichu, pode falar algo sobre o acesso p deficientes fisicos ? – faço uso de bengala.
    luiz f.

  36. 89 Giane 31/03/2014 às 16:37

    Olá!!!Queria tirar uma dúvida com você, é necessário ter passaporte para entrar em Cuzco, ou somente o RG? Alguma vacina específica??Obrigada adorei seu blog muito útil!!!!!

  37. 90 Maia 09/07/2015 às 15:41

    Oi,Wanessa!Eu e meu esposo estamos chegando em Cusco dia 03/09 logo cedo,e retornaremos para SP no dia 08/9. Estou em dúvidas sobre o roteiro,você pode me ajudar?Obrigada!


  1. 1 City Tour « Cadernos de Viagem Trackback em 24/06/2009 às 14:06
  2. 2 Dossiê Peru « Cadernos de Viagem Trackback em 12/08/2009 às 22:41
Comments are currently closed.



Blogs de Viagem

%d blogueiros gostam disto: