Só uma lembrancinha…

Peru 354

Todo mundo que vai ao Peru acaba querendo trazer um pouco do colorido do país para casa. Já expliquei aqui como é difícil a vida do turista que resolve comprar os produtos típicos de lá… Mas nem isso desanima quem pretende trazer umas lembrancinhas.

É possível fazer todas essas compras em Lima mesmo. A minha impressão geral é de que os preços lá são melhores do que em Cuzco e no Vale Sagrado, porque, na capital, deve haver menos turistas ávidos por esse tipo de produto, e a concorrência é muito grande, já que está tudo concentrado no mesmo lugar.

Em Miraflores, a Avenida Petit Thouars tem váaaarios mercados indígenas lado a lado. São verdadeiros labirintos de lojinhas de artesanato. Como há muitos mercados semelhantes, e, em cada um, muitas lojinhas, desconfio que tanto faz ir a um como a outro (nós só fomos a um deles, graças a Deus!). Ali é possível encontrar absolutamente tudo o que existe em matéria de artesanato indígena do tipo que é vendido nos mercados de Chincheros e de Pisac e em Cuzco: malhas e mantas de lã de alpaca (e outras de llama e de fio sintético mesmo), bolsas, caixinhas, bonecas, bijuterias, objetos de decoração em geral, enfim, tudo!

E, em algumas das lojinhas de Lima, veja só, existem até produtos etiquetados com preços! Claro, barganhando, é possível fazer esse valor declarado cair muito, mas pelo menos a gente sabe que o preço “de partida” não varia conforme a cara do cliente… Visitamos também um lugar maravilhoso para comprar umas coisinhas mais diferentes.

O nome da loja é Dédalo, e fica no Paseo Saenz Peña, 295, em Barranco, num casarão colonial em que cada sala é mantida por um artesão ou designer. Não tem site ainda, me disseram que está em desenvolvimento, mas encontrei esse relato aqui em um blog. A dica, peguei no NY Times.

No Dédalo, a gente não encontra esse artesanato tradicional, dos mercados indígenas, mas sim peças mais sofisticadas, do tipo que atrai pelo design e pela qualidade, mas, claro, com uma influência peruana, que se nota nas cores e estampas. Lá também tem de um tudo: peças de decoração em madeira, bolsas, roupas de lã de alpaca, artigos de papelaria, bijuterias… Uma perdição! Detalhe: no Dédalo, o esquema é mais tradicional, por assim dizer, não rola pechinchar, não…

Outro lugar para fazer compras de produtos artesanais mais sofisticados é o Shopping Larcomar. Lá tem várias lojas que vendem principalmente roupas de lã de alpaca e objetos de decoração. Recomendo essa que a Lu Malheiros já falou aqui. Essas esculturas em madeira que ela trouxe são lindas mesmo.

Além dos produtos típicos, ainda existem outras opções tradicionais para as shoppaholics em Lima! Vamos, então, a um momento totalmente “mulherzinha” neste blog…

Eu adoro entrar em farmácia quando viajo. Gosto de ver os tipos de shampoos, cremes, hidratantes, maquiagens, esmaltes de unha, que as mulheres têm à disposição nas prateleiras das lojas comuns. Em Lima, o cenário é muito parecido com o das farmácias daqui da minha cidade. Ou seja, nada muito sofisticado. As marcas não vão além da Vichy e La Roche, com direito a muito Nívea e shampoo Sedal (= Seda). A principal rede de farmácias de Lima é a Boticas Fasa. Mas, que saudades da Farmacity de Buenos Aires…

Vi também uma boa loja de departamentos em Lima que eu não conhecia ainda: a Ripley. Em Miraflores, tem uma loja ENORME dessa marca, mas passei menos de 10 minutos lá dentro, entrei só porque passei na porta. Também, nesses 10 minutos, deu tempo de olhar os preços de algumas marcas de maquiagem, como L’Oreal e Lancôme, e concluir que regulam com o das importadoras brasileiras. Para quem tinha um freeshop pra visitar mais tarde, não foi nada atraente… (Ah! e o freeshop de saída do Peru é bem legal, nem se compara à lojinha espartana da entrada!).

Uma última dica: bem na divisa entre Miraflores e San Isidro, há uma ótima região para compras. Começando no Ovalo Gutierrez, uma praça ao redor da qual há uma série de cinemas, restaurantes e cafés, e seguindo pela Calle Conquistadores, é possível encontrar várias livrarias charmosas e lojas de roupas de marcas peruanas e internacionais. Acho que o passeio vale a pena mesmo para quem não pretende comprar muita coisa. Pena que eu descobri isso só quando passei por lá no táxi, na ida pro aeroporto…

Anúncios

9 Responses to “Só uma lembrancinha…”


  1. 1 Carla 03/06/2009 às 9:08

    Difícil resistir e comprar “só uma lembrancinha”… Eu estava montando minha casa quando fiz essa viagem – como resistir aos potinhos, paninhos, etc? Impossível! 😉

    • 2 Wanessa 03/06/2009 às 22:12

      Carla, uma das minhas amigas comprou meio Peru e trouxe na mala!

      Eu é que sou super controlada com essas coisas, quase não compro nada. Mas dessa vez, fui econômica até para os meus padrões: sempre compro cartões postais e, no Peru, esqueci! Ainda bem que as fotos ficaram boas!

      • 3 Carla 04/06/2009 às 9:45

        Eu não sou muito das compras também não, Wanessa – dificilmente me desvio do meu caminho por causa delas, até em Bs.As., que deixa o povo enlouquecido! Mas no Peru e na Bolívia não resisti mesmo, ainda bem! 😉

        • 4 Wanessa 06/06/2009 às 22:19

          Com o tempo, eu vou aprendendo, Carla. Acho legal ter a casa decorada com peças trazidas de todos os lugares por onde a pessoa vai passando… É mais um jeito de relembrar as viagens!

  2. 5 Raphaela B. 08/11/2010 às 18:28

    Oi! Muito legal isso, cara. Tá de parabéns!
    Minha turma vai fazer um trabalho sobre o Peru.
    Cada grupo ficou com uma coisa: dança, comida etc.
    O meu ficou com a parte de ornamentação. No começo
    pensei que ia ser fácil, mas sempre que pesquiso
    na internet acho coisas vagas e sempre aparece um peru
    de Natal em ‘imagem’ no google, independente do que eu
    digito! Gostaria de umas dicas, pois preciso deixar a
    minha sala de aula ou o estande (ainda não foi decidido)
    com a cara do Peru, sem gastar muito. O que posso fazer?

    Desde já agradeço. Beijos.

  3. 7 planejandoaviagem 15/08/2014 às 10:49

    Oi Wanessa, adorei as dicas. Foram super úteis para mim já que farei Cusco antes de Lima. Como não tenho muita paciência para essa coisa de barganhar as dicas caíram como uma luva. Abraços e sucesso com o blog!


  1. 1 O Planejamento do Roteiro de 9 dias pelo Peru | Trackback em 14/11/2015 às 15:26
Comments are currently closed.



Blogs de Viagem

%d blogueiros gostam disto: