A segunda vez é sempre melhor

Já de volta de Cuzco, tivemos a sorte de pegar alguns dos raros dias de tempo aberto em Lima. Nos nossos primeiros dias na cidade, a neblina esteva quase sempre presente, o que deixava tudo com um tom acinzentado um pouco desanimador. No centro, até tínhamos visto um pouquinho da cor do céu à tarde, mas, em Miraflores, que está perto do mar, era bem diferente.

À luz do sol, Lima ficou muito mais bonita! Não sei se foi isso ou se foi a sensação de enfim respirar direito depois de cinco dias em Cuzco, mas o fato é que a minha impressão sobre Lima foi muito modificada nesses dois dias finais da viagem.

Já tínhamos cumprido os passeios obrigatórios que todos fazem quando têm apenas dois dias corridos por lá e ficamos com mais dois dias apenas para extras. Pensamos em visitar o Museu Nacional Arqueológico, mas antes disso, caminhando sem rumo por Miraflores, tropeçamos na Huaca Pucllana, um sítio arqueológico que o #stuenperu havia recomendado no Twitter, mas que não pretendíamos mais visitar, digamos que, por causa da overdose de ruínas vistas até então. Só que, como o lugar praticamente se atravessou no nosso caminho, fomos dar uma conferida.

Lima022

O sítio parece uma enorme montanha de areia e tijolos – não de pedras, o que é surpreendente em se tratando de ruínas peruanas! – bem no meio de Miraflores, numa área completamente residencial, fato que também impressiona. As ruínas foram deixadas pela cultura Lima, que tem traços bem peculiares, como, por exemplo, o culto aos tubarões(!).

Fiquei com vontade de almoçar no restaurante Huaca Pucllana, sobre o qual li boas recomendações quando estava pesquisando para a viagem, mas já tínhamos outro plano para o dia.

Lima025

Aproveitamos também para voltar à Plaza de Armas pela manhã. Encontramos o lugar muito bem policiado – inclusive com uma polícia turística que não nos permitia dar dois passos sem nos abordar para saber se precisávamos de alguma coisa, se queríamos alguma informação, todos muito interessados em ajudar, mesmo que a gente não precisasse. Pena que, por ainda ser muito cedo, não pudemos seguir outra das dicas do #stuenperu, que era tomar um pisco sour no bar do Hotel Maury, perto da Plaza de Armas. Reza a lenda que ali foi criado esse drink, marca do Peru.   

Peru 1160

Peru 1164

Peru 1187

Peru 1184

 

Todos os guias de viagem e sites sobre Lima são unânimes ao indicar Barranco como o bairro mais boêmio da cidade, o melhor lugar para ir à noite. Mas nós, de boêmias, não temos nada! Então o que fizemos foi dar uma volta pelo bairro, que fica movimentado desde a happy hour, e depois escolhemos um lugar pra jantar. Barranco tem lindos casarões, já que foi o balneário dos chiques e finos de Lima em outros tempos. Eu mesma não fotografei nada, porque, confesso, não sei fazer foto noturna decente (ainda não tenho a técnica de improvisar um tripé…) e minha câmara não sai de casa à noite, mas encontrei boas fotos aqui.

O bairro é lindo e bem movimentado, nem é preciso muitas dicas de lugares para ir: basta caminhar por ali e entrar onde der vontade. A nossa caminhada começou no Paseo Saenz Penã e seguimos até a Ponte dos Suspiros, passando pela Catedral.  Quem for de dia, ainda pode aproveitar a vista do Pacífico. Bom, isso se der a sorte de pegar um dia de céu limpo…

Anúncios

7 Responses to “A segunda vez é sempre melhor”


  1. 1 Stuart 24/05/2009 às 20:58

    Great report!
    I´d love to eat in the Huaca Pucllana restaurant, but it is so expensive. I hear they do good Pisco Sours.

    • 2 Wanessa 25/05/2009 às 0:39

      Stuart, tks for you visit here. I used a bunch of your tips, you’ll see other references soon…

  2. 3 LucianaM. 24/05/2009 às 21:46

    Oi Wanessa! “Roubei” a foto que encabeça o seu blog para fazer uma chamada a ele lá no Dividindo a Bagagem. Tá aqui http://dividindoabagagem.blogspot.com/2009/05/blog-se-cadernos-de-viagem.html
    Aproveitei para colocar um link para o seu blog no post que falo do relato, em outros blogs, de viagens ao Perú e, também, no post que trata do problema do dinheiro. Aliás, muito chato o gerente não ter te explicado as restrições de saque!
    Um abraço, boa semana,
    Lu

    • 4 Wanessa 25/05/2009 às 0:41

      Obrigadíssima, Lu, passarei lá.

      Espero que goste da leitura e volte sempre!

  3. 5 Carla 31/05/2009 às 18:47

    Lindas fotos, Wanessa! Dá uma saudade… Tantos lugares ainda por conhecer e eu sempre fico querendo voltar àqueles onde já fui! 😉

    • 6 Wanessa 31/05/2009 às 20:41

      Carla, obrigada! Também sofro desse problema de querer voltar aos lugares onde já estive… Mas é sinal de que nossas viagens têm sido maravilhosas, né?


  1. 1 Dossiê Peru « Cadernos de Viagem Trackback em 12/08/2009 às 22:55
Comments are currently closed.



Blogs de Viagem

%d blogueiros gostam disto: